Apesar de chances criadas, Henrique vê insegurança do Cruzeiro com falta de gols

Pontaria preocupa, e o Cruzeiro trabalha para melhorar o desempenho do ataqiue do time

Pontaria preocupa, e o Cruzeiro trabalha para melhorar o desempenho do ataque do time

Fonte: Globo Esporte

Dois jogos sem balançar as redes adversárias. O Cruzeiro tem criado oportunidades, é verdade, mas, contra Corinthians e São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, a Raposa não conseguiu marcar. Foram duas derrotas por 2 a 0, sendo que, no último jogo, no Mineirão, o atacante Barcos ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti, acertando o travessão.

A pontaria e o momento ofensivo da equipe têm sido tema de debates na Toca da Raposa. Capitão do time, o volante Henrique destaca uma certa insegurança da equipe em campo.

– Chances nós estamos criando, os números mostram. Temos oportunidades, às vezes estamos por detalhes mesmo. Na hora de concluir, na hora de os gols aparecerem, vai te dando insegurança, intranquilidade. Quando fizer o gol, as coisas vão sair naturalmente.

Henrique destaca importância de o time balançar as redes do Santos, na Vila Belmiro (Foto: Vinnicius SilvaCruzeiro)

Henrique destaca importância de o time balançar as redes do Santos, na Vila Belmiro (Foto: Vinnicius SilvaCruzeiro)

Henrique ressalta a importância de conseguir furar a meta santista, principalmente fora de casa, ainda que a Copa do Brasil não tenha mais os gols marcados como visitante como critério de desempate. O Cruzeiro enfrenta o Santos, nesta quarta, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo confronto de ida das quartas de final da competição.

Henrique lembra do duelo das oitavas de final, quando a Raposa venceu o Atlético-PR, de virada, por 2 a 1, em Curitiba, e, com o empate em 1 a 1 no Mineirão, o time mineiro obteve a classificação.

– Tem que fazer os gols. Gol é o fundamental, mas é o mais difícil de acontecer. Coisa mais difícil de sair no futebol. Fundamental fazer gols, ainda mais fora (de casa). Contra o Atlético-PR, fizemos dois gols fora e trouxemos a vantagem para nossa casa. Com certeza, os gols vão sair e vão nos trazer alegria.

Henrique não vê vantagem no Cruzeiro priorizar a Copa do Brasil em relação ao Brasileiro (Foto: Vinnicius Silva)

Henrique não vê vantagem no Cruzeiro priorizar a Copa do Brasil em relação ao Brasileiro (Foto: Vinnicius Silva)

Sobre o fato de o Cruzeiro deixar um pouco de lado o Campeonato Brasileiro para focar na Copa do Brasil, Henrique não vê como uma vantagem.

– Vantagem? Não vejo vantagem. É jogo decisivo, mas é aspecto diferente. Jogo de mata-mata, tem que estar focado, com brilho nos olhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *