Fetos encontrados em lixão pertenciam a uma escola

Fonte: Rádio Clube Bocaiuva

O delegado Gildeílson Contão, da Delegacia de Polícia, de Janaúba (MG), disse à reportagem da Rádio Clube de Bocaiuva, nesta sexta-feira (03) que os três fetos encontrados no aterro sanitário de Rio Pardo de Minas pertenciam a uma escola e eram objetos de estudos. Os fetos foram encontrados por catadores no aterro sanitário no dia 20 de abril deste ano.

Ainda segundo o delegado, eles estavam guardados na unidade de ensino há mais de 30 anos e foram descartados no aterro por um funcionário da escola.        

O servidor da escola, cujo nome não foi revelado, alegou aos investigadores que um dos vidros estava trincado e o feto estava deteriorando, e, por isso fez o descarte.

A diretora da escola disse que procurou outros órgãos para se orientar como descartar os fetos de forma correta, mas ninguém soube informar e por isso tomou a decisão de autorizar o descarte no aterro sanitário.

À Rádio Clube, o delegado Geldeílson informou também que não houve crime, mas o responsável poderá responder apenas por descarte irregular em local inadequado. O inquérito será encaminhado para a Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *