Homem é preso por dirigir bêbado e com pônei no banco de trás

Fonte: O Tempo

Para fazer alegria do pônei Tirilico, o agricultor João Sérgio Vilela Reis, de 42 anos, levou o animal para passear pelas ruas de Três Pontas, no Sul de Minas. Entretanto, o passeio feito na traseira de um carro de passeio, no último domingo (1), terminou na delegacia, uma vez que o motorista estava embriagado, com a carteira vencida, e dirigindo de forma perigosa pelas ruas do centro da cidade.

A história repercutiu nesta terça-feira (3), após a foto do caso viralizar nas redes sociais. “Sem dúvida alguma é uma ocorrência pra lá de inusitada, não é todo dia que a gente atende uma ocorrência atípica dessas. Até a gente se assustou quando viu o animal no veículo”, contou o subtenente Ubiratan, da 151ª Companhia da Polícia Militar (PM).

Reis estava em um bar da rua Nossa Senhora D’Ajuda, no centro da cidade quando foi detido. Conforme a PM, uma denúncia anônima informou que o agricultor estava trafegando pelas ruas do centro de forma perigosa, fazendo zigue-zagues e com um “cavalo” no banco de trás, com a cabeça para fora da janela.

Presentinho. Após ser levado para a delegacia de Varginha, na mesma região, Reis foi liberado, pagando uma fiança de R$ 2.000. O pônei, que foi comprado há cerca de três anos, ficou aos cuidados da mãe dele e o carro foi apreendido, já que ele estava com a carteira vencida desde 2016.

“Eu comprei ele para ser um presentinho para minha filhinha, de 2 aninhos. Ele agora está mais famoso que eu”, comentou o agricultor em entrevista à Rede Mais. “Tem um monte de invejoso que falou que eu tava maltratando. Só anda de carro, cavalo de rico”, disse.

Na entrevista concedida ao repórter Rafael Silva, o agricultor disse que foi preso por equívoco. “Tinha problema nenhum pra mim. Um animal bonito desses, pode até ser engraçado, mas é bonito. Não estou fazendo mal nenhum a ninguém”, comentou Reis.

Mas os moradores da cidade pensam diferente. “Foi um susto para todo mundo. Ele quase atropelou outros carros”, comentou Sérgio Baltazar, de 52 anos. O agricultor responderá por embriaguez ao volante e maus-tratos aos animais.

Atualizada às 22h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *