Rogér Guedes comanda o Atlético em goleada sobre o Fluminense no Horto

Fonte: O Tempo

Para mostrar a montanha russa do Campeonato Brasileiro, o Atlético tinha nas mãos, neste domingo, contra o Fluminense, na Arena Independência, a chance de chegar, até mesmo à segunda posição no torneio, bem perto da liderança que foi ocupada nas primeiras rodadas. E foi o que o Galo fez. Com um time bastante ofensivo e jogadas de contra-ataque, o Atlético venceu o Fluminense por 5 a 2 e subiu para a vice-liderança.
Assim como já havia acontecido em outros momentos do ano, o Atlético não soube segurar o placar quando esteve na frente. Menos mal que uma atuação mais consistente no segundo tempo fez a diferença. O destaque ficou por conta de Róger Guedes, que anotou dois gols e viu a torcida clamar pela sua permanência. Contra o Ceará, na quarta-feira, ele pode se despedir do Atlético para deixar muitas saudades.
O jogo

Tentando pressionar desde o começo, os alvinegros pecavam no penúltimo toque. Os visitantes chegavam bem e encontravam espaços. Foi em um deles que o placar foi aberto. Em bola aérea após escanteio, aos 28 min, Gilberto subiu mais alto para converter com o ombro. O tom de apreensão que apareceu no Horto logo foi apagado, em seguida, com o empate de Leonardo Silva, aos 34min, instantes depois de uma bola no travessão tricolor.

O ‘time da virada’ exaltado pela torcida no empate pode ter inspirado Róger Guedes a colocar a bola no ângulo do goleiro Júlio César, aos 45min, em belo chute da entrada da área. Com falha de Patric no último lance da etapa, o Flu empatou com Pedro.
Mantido em campo quando muitos poderiam achar que ele seria o substituído, Tomás Andrade fez valer sua permanência com gol em batida seca de fora da área, recolocando o Galo na frente. Um gol de falta de Ricardo Oliveira, perseguido há algum tempo, veio para sacramentar a vitória atleticana. Logo em seguida Róger Guedes deixou mais um, após rápido contra-ataque para dar números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA
Atlético

Victor; Patric, Leonardo Silva (Bremer), Gabriel e Fábio Santos; Adilson; Gustavo Blanco (Elias), Cazares (Luan) e Tomás Andrade; Róger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Kaio Fonseca
Fluminense

Júlio César; Ibañez , Nathan Ribeiro, Luan Peres; Gilberto (Sornoza), Richard, Jadson, Douglas e Ayrton Lucas (João Carlos); Matheus Alessandro (Pablo Diego) e Pedro. Técnico: Abel Braga
Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (CBF/SP)

Gols: Gilberto, Pedro (F), Leonardo Silva, Róger Guedes (2), Tomás Andrade, Ricardo Oliveira (A)

Cartões amarelos: Matheus Alessandro, Ibañez (F), Blanco (A)

Público: não informado

Renda: não informado

 

ATUAÇÕES

Victor – nada a fazer nos gols sofridos – 6

Patric – erro de juvenil no segundo gol do Flu – 5

Leonardo Silva – gol e luta antes de se contundir – 7

Bremer – evoluindo a cada apresentação – 7

Gabriel – o simples para não comprometer – 6

Fábio Santos – arroz com feijão bem feito pela esquerda – 6

Adilson – teve trabalho com saídas rápidas dos cariocas – 6

Gustavo Blanco – bem na transição, mas permitiu espaços – 6

Elias – entrou no final – s/n

Cazares – displicente e erros em excesso – 4

Luan – trouxe nome dinamismo ao time – 6

Tomás Andrade – gol da vitória para ganhar confiança – 6

Róger Guedes – dois golaços para premiar eficiência e dedicação – 9

Ricardo Oliveira – bela marca em gol de falta – 7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *