Operação prende 10 pessoas por mineração ilegal no Rio Jequitinhonha

 

Rio Jequitinhonha vem sendo degradado pela exploração de garimpo

Fonte: Rádio Clube Bocaiuva

Depois de pernoitar, em Bocaiuva (MG), na segunda-feira (1º) um grupo de policiais federais, militares e de meio ambiente prendeu dez pessoas na manhã desta terça (02), nas cidades de Diamantina e Couto Magalhães, no Vale do Jequitinhonha.

A ação foi em cumprimento a 16 mandados judiciais de prisão e apreensão em combate crimes ambientais cometidos no curso do rio Jequitinhonha.

A operação “Salve o Jequitinhonha” contou com a atuação de 120 agentes federais, 240 policiais militares e 12 servidores da Secretaria de Meio Ambiente. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Belo Horizonte.

A Polícia Federal apurou que cerca de 900 garimpeiros atuavam ilegalmente em cinco trechos do rio; havendo, por vezes, mais de uma cava de exploração nos pontos de garimpo.

Além disso, a exploração era feita em larga escala, com o emprego de grande número de pás carregadeiras, tratores e caminhões, resultando em vasta degradação ambiental da região.

Com a deflagração, a Polícia Federal destruiu, com a utilização de explosivos, todos os instrumentos que vinham sendo utilizados especificamente na mineração ilegal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *