Um gringo busca recolocar o Atlético no topo

Toque de Letra

Por Antônio Célio

O anúncio da contratação de Sampaoli traz de volta esperanças ao torcedor atleticano em recolocar o clube no topo do futebol brasileiro.

Seis anos depois da conquista da Copa do Brasil e sete anos da Copa Libertadores, o Atlético tem no campeonato brasileiro uma oportunidade, em 2020, de retomar a uma grande conquista, o que seria o bi-nacional já que foi o campeão em 1971.

Evidentemente, as dificuldades são enormes, tendo em vista superar a concorrência com o Flamengo, com o seu altíssimo investimento financeiro, e o Palmeiras, que corre por fora com a magia do treinador Wanderlei Luxemburgo.

Para sonhar, não basta o Galo ter Sampaoli, é preciso qualificar o seu elenco. Buscar no mercado jogadores de nível top.

O ex-zagueiro Oliveira treinou o Atlético sem muito sucesso

No passado mais distante, o Atlético já teve no comando técnicos estrangeiros. O lendário Yustrick, filho de alemães, e o ex-zagueiro do próprio clube, o uruguaio Oliveira. O mais recente, o venezuelano Dudamel não deixou muitas lembranças.

Quanto ao seu sucessor, tem um retrospecto mais vitorioso. Sampaoli fez grandes trabalhos no Universidad, do Chile, e, no próprio Santos, onde conseguiu um vice campeonato brasileiro no ano passado.

Acredito no seu sucesso na direção técnica do Atlético, desde que o clube atenda seu pedido em qualificar o elenco e que os atletas entendam a idéia dele em jogar futebol. Se der liga, o Galo pode colher frutos, pois, competência Sampaoli demonstrou ter. O tempo dirá tudo isso, sem que eu queira profetizar.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *