Zagueiro paraguaio, comandado por Diego Maradona no México, pode ser reforço do Atlético em 2021

Fonte: Hoje em Dia

O ano que ficou marcado pelos estragos feitos pela pandemia está chegando ao fim e 2021 bate à porta. Com ele, surgem as primeiras especulações do mercado da bola, já que as equipes começam a se movimentar para concretizar a chegada de novos reforços. No Atlético, o primeiro deles pode ser um zagueiro com história curiosa.Playvolume00:00/00:59elleTruvid

Nascido na Argentina, onde despontou para o futebol com a camisa do Independiente, e naturalizado paraguaio, Cristian Javier Báez, de 30 anos, pode desembarcar em Minas Gerais para ser comandando pelo técnico Jorge Sampaoli.

De acordo com informação recebida pelo Hoje Dia, o defensor, atualmente no Guaraní, do Paraguai, estaria na mira do Alvinegro e, inclusive, conversas já estariam acontecendo. Com 30 anos, 31 sendo completados em abril, Baéz fez 44 partidas em 2020: foram 13 pela Libertadores, 13 pelo Apertura e outras 18 pelo Clausura. Ele anotou 7 gols.

A reportagem conversou com um dirigente do clube paraguaio, que negou qualquer proposta pelo jogador, até o momento. O Atlético, como de praxe, não comenta movimentações no mercado até que o martelo seja batido.

Amizade com Maradona

Contudo, a grande história que está por trás do zagueiro de dupla nacionalidade é a relação com um ídolo mundial, que nos deixou em novembro. Em meados de 2018, ele retornou ao Dorados de Sinaloa, do México, e foi comandando por Diego Armando Maradona.

A amizade da dupla se estendeu para além das quatro linhas e, no ano passado, assistiram juntos à final do Mundial de Clubes entre Flamengo x Liverpool.

Reposição?

A possível chegada de Baéz ao Atlético pode significar a saída de algum zagueiro do elenco. Com contrato até o fim do Brasileiro, Bueno tem grandes chances de não ter o vínculo renovado. Pouco utilizado, ele deve retornar ao Kashima Antlers, do Japão. Igor Rabello, por sua vez, também pode ser negociado em 2021, já que ganhou holofote no Velho Continente.

Gabriel, também pouco utilizado por Jorge Sampaoli, tem sondagens dos Estados Unidos e do futebol asiático. Contudo, nenhuma proposta oficial foi entregue à diretoria atleticana até o momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *